TODO DIA ...É 1 TEXTO NOVO!!!

31 de jan de 2014

29,30 e 31!



Vigésimo nono


Calor,

furor,

labor,

louvor,

amor,

um primor!




Trigésimo


Feliz

Que nem criança com marca de sorvete no nariz

Que nem calor e com os pés num chafariz

Que nem dá pra me importar se não tem chocolate bis!!!




Trigésimo primeiro


Última poesia/poema do mês

Primeira de muitas que virão de vez em vez

Para mim mais um passo em direção ao arco-íris

Onde o que importa é a voz dele dando tom à minha íris.

















última do mes de janeiro 31 /01 /13



Sonda meu espírito e verá divisão em 5 partes

Rap, Break, DJ, Grafitti, Conhecimento... 

Somando as artes

Cypher-Flow-Flavor-Feeling-Fat lace-
Fat cap-Fat boys
“Mas que linda estas”… 

O hip hop forjou meus heróis.

30 de jan de 2014

mais uma 30/1/14

Segue...

Fui na pizzaria e não comi nem uma pizza sequer

Fui no sarau e fiquei feliz feito Woody Woodpecker

Sei que as vezes pareço louco feito o Théo Becker

Por isso entendo que só tu me entende e me quer

29 de jan de 2014

SEGUE A RIMA 29/01/14



ENTRE CLONES E FALSOS RIMADORES

ENTRE A CURA PRA TODAS A S DORES

SENTE E RELAXE NO MEU PEITO SERENO

SE IMUNIZE DO QUENTE VENENO

QUE ESCORRE DO BOCA VIL DO MALDITO E MALDITA

ENTRE GOSTOS TEMPEROS E SABORES

ENTRE FOLGAS CDS E DIVERSOS LABORES

A ESCOLHA CERTA , A PESSOA CERTA

A ÚNICA QUE , QUANDO LONGE , MEU PEITO APERTA

A PIONEIRA PRIMEIRA E A MAIS BONITA

28 de jan de 2014

Vigésimo oitavo



Dia lindo na Baixada,

Risoto no ponto, axônio tonto

Dia rindo em casa com asas

Vida que alegra a alma


Carinho e abraços com músicas se enlaçam

No traço e no passo, busco o certo compasso

Sob a luz e proteção dos anjos mantendo a calma...

VIGÉSIMA OITAVA DO ANO 28/1/14



Tem gente estranha no jardim...

Metrópolis ou íris ou qualquer jardim destes por ai

se o abajur é cor de carmim

porque a baixada não pode ser estranha assim?

27 de jan de 2014

Vigésimo quinto,...sexto e ...sétimo!

Vigésimo Quinto

Estudar,
Memorizar,
Raciocinar,
Em paz ficar
Até passar,
Me classificar 
E posse tomar
E cantar,
e cantar, 
e cantar!


Vigésimo sexto

Domingo doce é viver inocência de criança
Domingo doce é relembrar o melhor da infância
Domingo doce é saber que ainda sou menina de trança!


Vigésimo sétimo

Enquanto o vento me acode
Faço as tarefas do dia
Tentando buscar harmonia
Para trazer sempre melhoria

vigésimo SÉTIMO do ano 28/1/14



Entre biscoitos com leves sabores de laranja

e velhas pegadinhas oitentistas e Silvio Santistas

me pego no melhor lugar possível existente...



Onde tudo tem sua medida e nada se esbanja

onde posso ter apoio,alimento pra alma e pistas

de que em breve talvez plante uma semente...



ouvindo o flow do Mc Lexicon seu jazz e canja

posso olhar as formas das nuvens mistas...

e saber que também existe ancora para gente!!

26 de jan de 2014

vigésima sexta ... 26/1/14

mais uma pra a saga

luz que chega devagar... ilumine espíritos cansado de tanto vagar...

traga proteção a mães ausentes , pais doentes , corações carentes...

que minhas ruas sejam minhas guias por sombrias estradas que deveras ande...

luz, senhorita luz , que meu caminho seja firme e para o mal nunca desande...



slow - poeta!

25 de jan de 2014

VIGÉSIMA QUINTA DO ANO 25/1/14



QUANDO O B BOY DANÇA

É COMO SE UM APACHE E SUA LANÇA

FOSSEM UM SÓ...


QUANDO UM SPRAY ESPIRRA TINTA

PEÇO QUE NENHUMA PAREDE MINTA

OU VIRARÁ PÓ...








QUANDO O DISCO TOCA

NENHUM "MOTHAFOCA"

SABE SE É RÉ MI SOL OU DÓ...


QUANDO UM M.C IMPROVISA

É COMO SE UMA SUAVE E BRISA

DESCASCASSE A ESTÁTUA DE LÓ...

24 de jan de 2014

vigésimo quarto 24/1/ 14

seguindo mais um!!!

escutando o Mução rindo das piadas prontas e requentadas

estudando a revolução dos Chiapas e do comandante Marcos e a jornada

enlutando pela provocação pelo cinismo e toques covardes

enrugando a testa sem festa pela fresta das noites tardes

empurrando ladeira abaixo o pão Plus Vita que a garganta irrita

entubando meus ouvidos ouvindo sertanejos, amamentação e cabritas!!!!

Vigésimo quarto

Por uma vida mais organizada
Menos superficial e mais simples
Priorizando a parte amada
Solucionando os possíveis glimpses

Tentando viver e trazer sorrisos
A um, dois ou mais
Indivíduos, indie, duos, amigos.

23 de jan de 2014

vigésimo terceiro texto 23 / 01 / 2014



o macarrão nem esta cozido e a fome urra feito urso

o coração tem que ser movido do seu atual curso

o mocassim já esta cerzido e a roupa mais puída pra festa

tipo cupinzeiro do serrado , sobreviver é o que me resta

o espaço é do tamanduá e do lobo guará que come a fruta

a coruja nada faz só escuta e a formiga se enturma na gruta

a chuva que nunca cai em mim me torna seco igual frio aço

queria ter um death note... imagina só o estrago que eu faço

Vigésimo terceiro...

Acorda, levanta, 
Abre a porta e se espanta
Calor feroz
Derrete a mente e segue, sente, 

Na lente da pupila 
O avelã oscila
E mira lá longe, o oásis iminente...
Um pouco de brisa, deixa sorridente
Deixa sorrir os dentes.

22 de jan de 2014

VIGÉSIMA SEGUNDA DO MÊS DE JANEIRO 22/1/14

VIGÉSIMA SEGUNDA DO MÊS DE JANEIRO 22/1/14

MOEDAS EM UM COPO DE ACRÍLICO TRANSLÚCIDO
CAFÉ ACABANDO E ME DEIXANDO MENOS LÚCIDO
O VENTILADOS PREGUIÇOSO LEVA VENTOS LÚDICOS
NO FACE 1.000.000 DE MCS E MENOS DE 20% MÚSICOS

ME ESTRANHO SE ESTOU ME OLHANDO NOS ESPELHOS
TÃO CASTANHO MEUS OLHOS ONTEM , HOJE VERMELHOS
MULEQUES FAZEM RIMAS POBRES QUASE SEM PENTELHOS
VELHOS BABÕES NÃO NOBRES QUANDO ESTÃO DE JOELHOS...

Vigésimo segundo

Procurando no meio dos papeis um e-mail
fico mais perdida que cego em tiroteio
escrita importante perdida me causa receio
respiro de novo e vejo que a esperança veio

21 de jan de 2014

vigésimo primeiro 21/01/2014

E O TREM CONTINUA O MESMO MEU IRMÃO...
SACUDINDO ALMAS CANSADAS NOS TRILHOS SEM MANUTENÇÃO

19, 20 e 21

Décimo nono

Domingo, verão louco 
Sem hora pra acordar, um verdadeiro sufoco
Difícil estudar mas pra ver filme nem um pouco
Porque "12 horas de escravidão" vale como um soco
Na alma, para lembrar a todos aqueles que fingem ser mocos!


Vigésimo

São Sebastião, rogai por nós
Que esquecemos de ti nessa vida veloz
Que mal olhamos pra luz nesse mundo feroz
Em que cada noz se fecha num emaranhado de nós... 


Vigésimo primeiro

Acordar para vida,
Acabar com as férias indefinidas
E começar a lida
Do ponto de partida!

20 de jan de 2014

MAIS UMA DA SAGA VIGÉSIMA DO ANO 20/1/14



MEUS OLHOS ARDEM FEITO BRASAS NO SAARA NO VERÃO

MEU SONO FOGE FEITO PÁSSARO COM 200 ASAS DE AVIÃO


COMPRAR CALÇAS E CAMISAS SEM NENHUMA OSTENTAÇÃO

RESISTIR FIRMEMENTE A TODO TIPO ESTRANHO DE TENTAÇÃO

BRASAS NO SAARA NO VERÃO CAEM NO MEU CALMO PEITO

ASAS DE AVIÃO SE PERDEM NAS NUVENS DO AR RAREFEITO

SEM NENHUMA OSTENTAÇÃO SIGO SENDO O SIMPLES SUJEITO

TIPO ESTRANHO DE TENTAÇÃO LUGAR VAZIO NO MEU LEITO!!!

19 de jan de 2014

CONTINUANDO A SAGA DÉCIMO NONO 19/1/14



QUERO SER COLIBRI ARCOÍRIS PARA COLORIR O CÉU INCOLORIVEL

SE MEU METACORPO SE METAMORFEIA NA PSICOSE PSICOPATA DE SER SER

SEREI SER- VO DE NERVOS E CRAVOS QUE CRAVAM NO INVISÍVEL

TRAVO A MANDIBULA POIS BEBO VENENO QUE 100 TARÂNTULAS POSSAM TER

PISO NO FREIO POIS RECEIO É APENAS UM NOME FEIO PRA SER ULTRA POP

TOP GUN É TIPO NAVE SEM FREIO NO FEIO CÉU DE BRIGADEIRO DE COP


ME INTERNO NA CANETA CARETA SOU DE VENETA MAS PRIMEIRO E TOP

MINHA TROPA TOPA TUDO QUE SEJA ABSURDO FICO SURDO TIPO CARA DO BOPE


18 de jan de 2014

Continuando...

Décimo sétimo

Esperava mais do exposto...mas
Deleitava-me com gosto...paz
Pois mesmo a contragosto...taz
Esforçava-se e isso é posto...faz

Sentir-me do mundo especial,
Unir-me ao fundo celestial,
Cair-me em mim como um pardal,
Sorrir-me por sentir o que é frugal,

E isso...sem palavras...sensacional!


Décimo oitavo

Vida, momento cintilante que ensina
Vi da beleza voraz que alucina
Vide a estonteante e sagaz rima
Ida de olhares de moça e menina...

Que
Seg
Seguindo...se
Med
Medindo...me
Ped
Pedindo
Sorri e diz"que lindo"!




DÉCIMO OITAVO POEMA 18/01/14



LA SAGA CONTINUA:



SOU BRUXO BRUXESCO E POUCOS SABEM DISSO

SOU MAGO MAGOADO E POUCOS ENTENDEM ISSO

NEM BLAVATSKY EXPLICA O COMPROMISSO

DE SER UM SER E TER QUE ME FAZER O PRÓPRIO SUMIÇO...


https://www.youtube.com/watch?v=U04vPCo39p4

17 de jan de 2014

décima sétima 17/01/14



a exposição da japonesa achei uma parada irritante...

o almoço também num foi tão especial

a volta pra casa é que foi bem contagiante

depois deu um sono mas ja tava bem legal....




é que eu sempre aproveito o dia mesmo que seja no final

16 de jan de 2014

Décima sexta poesia do mês de janeiro 16/1/14



Décima sexta poesia do mês de janeiro


QUANDO O DIA AMANHECER COM CARA DE SONO


ACORDE COM UM GRITO BEM ALTO

TODOS OS PÁSSAROS DO CÉU DANÇARAM BREAKING

E O SOL COLOCARA SEU CORDÃO BLIM BLIM

AS NUVENS QUE SÃO APENAS GRAFITES ENDIVINIZADOS

SE MOSTRARAM NA PLENITUDE DO BLUE

E DEUS AQUELE DJ MAIS CHAPA QUENTE COLOCARÁ AQUELA CLÁSSICA MÚSICA LINDA QUE DIZ ...

"BOM DIA"!!!

Décimo sexto

Obsessão infinita
Laçar a vida com fita
Valorizar essa pepita
Que é mais bonita que a Gita

A luz das estrelas 
A cor do luar,
Obsessão infinita 
É amar, doar... se dar

15 de jan de 2014

Décimo quarto e décimo quinto

E chega à metade a saga de janeiro: poesias e poemas o tempo inteiro...
Como ontem estive em falta, cá estou com dois na pauta:

Décimo quarto

No décimo quarto dia do ano dois mil e quatorze, sinto as expectativas de um sorriso doce
Princesas, chapeleiros e rappers nos dedos 
Desenhos e imaginação dilacerando todos os medos
Que em vão chegam cedo, mas se vão com a rapidez de um torpedo.



Décimo quinto

Na velocidade de Tony Hawk
Segue-se a saga até Oiapoque
Que nenhum obstáculo me toque 
Pois tô mais engajada que festa ploc
Keep walk...ing

DÉCIMA QUINTA DO ANO 15/01/14



CONTINUANDO A SAGA , ESTE MÊS SÓ POEMAS E POESIAS...




AS RIMAS FAZEM ZING ZING QUE NEM O BING BING BING COELHO RICOCHET

ABAIXO OS MIGS AS CLOCKS ARIEL BUSH OBAMA MILOZEVITCH E PINOCHET

PREFIRO OUVIR A LUCLIE DO B.B.KING OU DARK SIDE DO PINK FLOYD

NO RINGUE DO RAP SOU DOM KING OU O IGOR DOS HERCULÓIDES...




SLOW LATINO AMERICANO DABF

14 de jan de 2014

décima quarta do ano 14/01/13

AMANHÃ !

Amanhã eu sei que tudo pode e vai dar certo...
Amanhã o mundo vai conspirar ao meu favor....
Hoje a espera é cruel, longa, fila no deserto...
Sem água sem luz sem chão sem céu sem cor...
Ontem foi tudo lindo raio de sol portão aberto...
Entrava a felicidade rindo sem pedir por favor...

Amanhã tudo de bom estará muito mais perto...
Amanhã será dia de festa paz riso e muito amor...


SLOW TOMORROW DABF

13 de jan de 2014

Décimo terceiro

Concurso no curso, música no fluxo
Valerie, lei, Superstar, MJ e Flavor Flav
Mente inquieta descobrindo a voz certa
Enquanto se alenta e se contenta de que pitadas de insanidade e criatividade dão a perfeita tonalidade para viver nesta idade, uma real necessidade... 

décima treceira do ano 13/01/14



ENTRE CAIXOTES DE FEIRA ...ÁGUA APODRECIDA .... CAFÉ

ENTRE CAOS E DESTRUIÇÃO... MOFO E POEIRA... HERÓIS E FÉ

MEUS DIAS SÃO PENOSOS ...MINHAS NOITES INFINDÁVEIS....CORRERIA

SÉCULOS E SÉCULOS DE MIRAGENS...PAISAGENS... VIAGENS... MANIA

OLHOS ABERTOS VERMELHOS ESPELHOS SEM REFLEXO SEXO SEM NEXO UFA

SEM SAPATO...MEIAS... POLAINAS...CADARÇOS...CHINELOS...PANTUFAS...

12 de jan de 2014

Décimo segundo

4 horas para gravar alguns poucos arquivos
2 horas para ver um belo filme
1 hora para chegar onde os pássaros de ferro voam
30 minutos para trocar afagos e frases de carinho
10 minutos para retomar os planos
5 minutos para recapitular os danos
E no tropicar das situações, belas imagens, belas canções.
Vida é isso: uma seleção de grandes momentos escorregadios...e um pouco mais.

décima segunda poesia - 12/01/14



E o calor segue inclemente


fritando o juízo da gente

parece que o sol esta rente

suor escorre na fonte... sente

relaxa , deite , passe o pente

se frita um oco com a lente

calor fritando cada dente

sei lá o que vem pela frente

sentir frio nem tente

na Paraíba tão falando oxente

o suor forma uma enchente

poesia de hoje : já sai quente!!!

11 de jan de 2014

Décimo primeiro

Manhã: curso difícil pra menina
Tarde: banho delícia de piscina
Noite: pizza família com uma milha de endorfina.
TÔ FINA!

décima primeira do ano... 11/01/14



sou garimpeiro mas não de serra pelada

meu garimpo é pelas ruas frias e soturnas

em cada esquina uma visão voraz ou velada

garimpo pedras preciosas nas horas noturnas



meu garimpo é meu reino e lá sou o rei

minhas pepitas são tantas que já mais esquecerei

do brilho do seu olhar que aos poucos separei


quando te vi sonhei... quando te amei... bamburrei

10 de jan de 2014

Décimo

Como interpretar um sonho real?
Como acordar depois do despertar divinal?
Como suportar o atraso que tanto faz mal?
Como concordar se o melhor foi pro final?

Como ficar igual se o normal já não é crucial?
Como duvidar que o ideal é apenas frugal?
Como reduzir o mental ao racional?
Como sedimentar o abissal do emocional?

DÉCIMA DO MES 10/1/14

SEGUE A SAGA

SOMOS CRIATURAS ESTRANHAS NAS MONTANHAS DO NOSSO EGO ...RAÇA PARDA


ESCOLHEMOS SEGUIR ALGUNS , IGNORAR ALGUNS SUSPENSOS NO MEIO DO MAR DA

ESPANHA OU QUALQUER MAR DESTES QUE JOGAM O SAL NA PELE NOSSA TIPO SARDA 


QUE MARCA OU PROVOCA IRRITAÇÃO SOMOS FINITOS ONDE NADA FINDA OU TARDA

9 de jan de 2014

nono do ano 09/01/14

Mais uma para a série um poema ou poesia por dia em janeiro

Acordo atrasado com quase nunca e corro contra o que resta mais
cada segundo é precioso para acalmar a pressa voraz
em cada beat uma batida cardíaca um tanto quanto eficaz
me faz enlouquecer sem ligar para os normais

sigo cantando um samba de  forma cadente
digo rimando que sou bamba  o dia ta quente
tantas boas novidades essa pressa me deu , gente!!
que até posso sentir em vez de sangue , tinta corrente...




Nono

Sou o que sou e sonho e soo...e suo...e sua.
Na pele da Lua transpareço...de expectativas me enriqueço e cresço...
Voraz e lentamente saio do casulo...resplandecente a mente do lapso, passo, não pulo

Fulgaz é a dormência das ondas invisíveis de calor
Mas traz a eloquência de sondas tangíveis ao torpor
E assim me desfaço no aço atenta ao conhecimento tácito

Que enlaço placidamente à espera da estrela cadente...

8 de jan de 2014

Sétimo e Oitavo

Sétimo

Sem esperar nada sigo o rumo da poesia que se perfaz nua em plena travessia
De transeuntes sós que não se sabem nós de uma grande rede chamada maresia

No mar de então, persigo em oração figuras poéticas que no barroco sobrevivem
Pedaços de madeira, não céticos, povoam meu imaginário, antes oco, e revivem

Café com aroma de vida que vibra na lida do casal de sete anos
Sem coma ou fraca fibra que insista diante de tantos realizados planos...




Oitavo

Pés descalços, sem acidentes de percalço no meu encalço
Caminho levemente, o gosto de brisa ardente... latente
Se refaz em sorrisos que borbulham sobre um laço eficaz
Enquanto anjos murmuram: siga tua vida sempre em paz

Já deu tudo certo é o novo lema
Não quero roteiro prévio ou tema
Sem trema, assumo a vulnerabilidade 
De sorrir pelo canto da boca com toda suavidade...suave verdade...

Cantar com minha voz rouca na cidade cor de grafite
Sabendo que uma parte de minha alma fora de mim persiste
Em riste contra todas as sensações que simplesmente "don't fit" 


That's it!

oitavo do ano - 8/1/14



Quero ser mais do que uma planta , um pé de árvore
que não tira a planta do pé do chão...


Mais que um mármore ou cacto

Sigo na paz longe do mal ... 
tenho espinhos ainda mas estou intacto

gosto de ser magicamente um elo com o bem , um pacto :

Quero colar em vc tipo mdf bom e compacto

7 de jan de 2014

sétimo do ano 7/1/14



continuando!






Dia de rimar quase por osmose sigo de forma cega...

A Bic ganha vida e a celulose incendeia o fogo pega...
Relutante em assumir o que meu flow  não nega...

Amando cada dia tipo o Rossi quem nunca foi brega?


Entro na gravação e em cada sílaba funcional...

Deixo um pouco de mim e isso é tão surreal...
Que já ando penso rimando de forma natural...

Que entre eu e ela a rima forma o triângulo no casal !





6 de jan de 2014

Sexto

Mais intensa, menos tensa, mas propensa a mudanças
Sigo afiando minha seta minha meta nas andanças
Sorrisos se alargam sentimentos de criança
Oração se fortalece e aquece belas danças

Princesa Zulu, assim me sinto
Deusa hindu, respeito, não minto
Mas sangue azul corre em meu coração tinto
Fato inegável, mais brilhante que a fada do absinto

sexto do ano 6/1/14

 

CONTINUANDO A SAGA




HOJE VI MAIS UM FILME DO TARANTINO

HOJE TENHO CERTEZA QUE NÃO ME DARÃO TINO

SIGO CEGO E SECO AS SENDAS DO DESTINO

MESMO COM CAMINHOS NOVOS NÃO ME ATINO
 

MISS  BOOGIE HILL DIZ QUE O TUDO É TUDO

EU SIGO FALANDO MUITO POIS NÃO SOU MUDO

SE MUDAR ALGO ME MUDA EU TENHO SORTE

6 DA MANHÃ ASSISTINDO A PROVA DE MORTE!!!

5 de jan de 2014

Quinto

Tédio entediante tedioso maçante
Tempo e pensamento se medem constantes
Mente parada, quieta por instantes
Reza, medita e se eleva brilhante

Calor, suor, película formada
Humor cansado, cara fechada
Derme agoniza acidez naturalizada
Verão que no embate combate até o nada!

quinto do ano 5/1/14


não sou o tetsuo do clássico akira
mas acho que possuo uma mente que gira
gira feito malabares com vontade própria tipo robot
sempre encontro nos bares sabotage cantando dorobo
as engrenagens sofrem oxidação se ficarem vendo o mar
sinto a intoxicação do tédio na aproximação do não pensar
akira me lembra que fomos antes amebas ou não
filhos imperfeitos de um perfeito deus
ou filhos rarefeitos de uma explosão!!

4 de jan de 2014

Quarto 4/1/14

Sair com os pais para achar vestimenta
Num tempo em que tudo, tudo mesmo esquenta
Nem cão nem chão nem Law aguenta
Estável ou não, sigo com gosto de menta

Do dia anterior, com my soul
Aproveito marshmallow seguindo no flow

De quebra ouço Gattaca e lembro de...
...Andale y retaca taca taca la petaca taca taca 
que se ataca taca taca tu papá
 Andale y retaca taca taca la petaca 
 apúrate zotaca taca taca taca ta!


é só!


quarto dia 4/1/14


2014 - janeiro - mais um para a série poemas e poesias!!!


Vejo que Gattaca deve ter razão
um calor me ataca quase tira a noção


uma pataca de amor 

seria muita emoção
já que emos são

...chatos...

prefiro meus punks atos
do que a sublimação!!!

3 de jan de 2014

3 dias em 1

Atrasada mas chegando com 3 poemas para 3 dias de um lindo e poético ano!

Dia 1

Família na vigília entre fogos e afagos
Corrida com comida, suores e singelos lagos

Sorrisos estridentes se propagando em ecos
Suaves mentes desvendando-se e desapegando-se de egos


Dia 2

Primeiro dia útil, segundo de afazeres
Ainda sem horário certo, método ou dizeres
Post-it está vazio sem rabiscos sistemáticos
Mas axônios já se reúnem como prodigiosos matemáticos

Palavras mais simples são a pegada da vez
Tentando ser mais doce e leve para fluir em Suez
Buscando rimas com gerúndios e infinitivos talvez
Sem regras, nem leis...pelo menos neste mês!


Dia 3

TPM absorve a sanidade que satisfaz
TPM dissolve o bom humor que o vento traz
TPM quase torna o hobbit apenas um rapaz
TPM não lembra da piada que o poderoso Smaug refaz

TPM treme, geme e move o leme
TPM corre, transforma e sucumbe... teme
Que La Belle Psiqué desenvolva a cura e complete a sigla:
Tanto Pressiona Mas... NADA!rsrsrsrs. 

(Pois é...a rima não é uma constante!)


terceiro dia 3/1/14



continuando este mês de janeiro



dia de limpeza em todos os âmbitos...
dia de singeleza nos 2 cambitos....
dia de ser frágil e 35% mais lânguido
dia de ser mais ágil que um cabrito!!!

slowdabf

2 de jan de 2014

segundo dia do ano 2/1/14



Continuo a saga do blog de escrever algo todo dia ... Este ano os focos são poemas e poesias...



IR NA RUA COMPRAR A RUA E TUDO QUE HÁ NELA

IR NA SUA E COMPARAR TUDO QUE HÁ NELA

PANELA QUENTE DE BARRO ME AMARRO NA FAVELA

NUNCA SERÁ FIELMENTE RETRATADA NA NOVELA



HOJE VOU JUNTANDO OS CACOS E LAVANDO AS LAMAS

HOJE VOU ENLUTANDO A PERCA

COLOCANDO EM PRETOS SACOS

E LEVANDO A ALMA...

1 de jan de 2014

primeiro do ano 1/1/14

Hoje este blog completa 5 anos de existência....
5 anos de textos e cozitas outras tantas!!!

Nesta Quinto ano tentarei com todas as forças colocar um pouco de poema e poesia todo dia...

Para um ano fluir bem é necessário que os dias sejam bem vindos
que se encomende ao comissario dias de sol lindos e não findos
que ele traga no voo para terra do faz de conta quando estamos dormindo
a fórmula pra fazer cara de feliz e tonta... e ver a tristeza sumindo
pra longe , além do mar de casualidade , numa nuvem pesada
Para um ano fluir de forma calma e leve como uma noite enluarada
é necessário que na bagagem se traga uma dose de esperança
que matemos pela raiz as dores ciúmes demais e vinganças...

Primeiro do ano!!! 1/ 1/ 14